Secretário de Saúde do município critica administração do Hospital São José e diz que nada melhorou mesmo com o aumento do repasse

13051644_185252231868242_2290818107995487736_n

Depois de ler e ouvir comentários sobre o Hospital São José, que é mantido pela Sociedade Beneficente São Camilo, o secretário municipal de saúde, Dr. Luís Flávio resolve falar a favor do município. Segundo o secretário o Hospital não vem cumprindo o que reza o acordo feito entre os governos Estadual e Municipal, pelo contrário, o atendimento vai de mal a pior e funcionários estão sendo demitidos.

O secretário diz ainda que mesmo o município tendo aumentado o repasse para o São José que antes era de R$ 384.000,00 por mês, para R$ 684.000,00 o atendimento não avançou em nada, ao contrário o atendimento às gestantes, por exemplo, está longe do esperado, diz Dr. Luís Flávio.

Veja na íntegra a nota feita pelo secretário Luís Flávio:

“Tem surgido boatos a respeito de que a prefeitura de Balsas estaria fechando o hospital São José.Gostaria de esclarecer os fatos!
O hospital São José recebia da prefeitura até meados do ano passado 292.000/mês a partir daí devido ao alto índice de mortalidade materno infantil (maior do Estado do Maranhão)o governo do Estado passou a investir mais 300.000 /mês e enviou uma missão da OMS/OPAS pra ajudar a resolver o problema. A partir de janeiro com o início da administração do Dr Erik o repasse do município passou para 384.000 /mês totalizando 684.000/mês.
Todos os esforços foram feitos para a melhoria do atendimento às gestantes entretanto o resultado ficou longe do esperado. O quê se viu foi demissão de funcionários,filas,gestantes esperando pra ser atendidas sentadas no chão e funcionários sobrecarregados e mal remunerados.

Tendo em vista isso o governo do Estado junto com a prefeitura os 14 municípios da região resolveram seguir a recomendação da Organização Mundial de Saúde e levar a maternidade para o futuro Hospital Regional quando este for inaugurado devido ter melhor estrutura física, capacidade de atendimento, estrutura própria de transporte e seguir a lei que recomenda que os recursos do SUS sejam gastos preferencialmente em hospitais públicos.
Entretanto a prefeitura ofereceu ao HSJ continuar oferecendo leitos de clínica médica ao SUS já que estamos inaugurando uma UPA no próximo mês e iniciamos as obras de ampliação do Hospital Balsas Urgente.

Infelizmente a administração do Hospital São José vem ,após demonstrar toda sua incompetência em melhorar o atendimento, afirmando que se não fizermos o quê ele quer irá fechar o hospital!!! Ora se 70% da estrutura do Hospital é voltada ao atendimento de convênios e particulares,qual seria o motivo do fechamento?? Que o SUS tem por objetivo bancar o atendimento privado???
Caso a direção do Hospital decida fechar isso é uma decisão deles a prefeitura não tem esse poder sobre a iniciativa privada. Temos sim a obrigação de prover ao cliente do SUS o quê de melhor houver e jamais ceder a interesses privados e chantagem de diretor de hospital autoritário e incompetente.

Fica espaço para o pronunciamento do hospital.”

Dr. Luis Flávio – Secretário Municipal de Saúde

 

 

Deixe uma resposta