Operação Ouro Negro destrói carvoarias no interior do Maranhão

img-20161208-wa0038

A Polícia Federal e o Ministério Público do Maranhão vêm acompanhando há meses o intenso transporte e comércio ilegal de carvão vegetal, proveniente da mata nativa no interior do estado.

A Operação Ouro Negro realizou uma força tarefa formada pela Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público do Maranhão, Ibama, Secretaria de Segurança Pública, Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, onde cumprindo mandados de prisão, prenderam empresários, motoristas e agentes públicos do estado que estão envolvidos em um esquema criminoso de transporte e comércio de carvão vegetal.

A maior parte da madeira derrubada pelo esquema, segundo a PRF está na região central do Maranhão, abastecendo a Ilha de São Luís e outros municípios do estado.

O que chamou a atenção dos policiais foi a quantidade de carvão apreendido nas BRs que cortam o estado do Maranhão, que estava acima da média dos dois últimos anos. Durante a Operação Ouro Negro foram apreendidas 330 toneladas de carvão vegetal de madeiras de área de proteção da Amazônia Legal.

Duas carvoarias grandes foram destruídas pela PRF uma em Barra do Corda e outra em Fernando Falcão. Os donos das carvoarias foram presos. Foi preso também um servidor da Secretaria Estadual de Fazenda foi preso, suspeito de receber propina da quadrilha. além da prisão de dois policiais que supostamente recebiam dinheiro para ficarem longe das fiscalizações.

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente também está sendo investigada. Há suspeita de servidores do órgão estarem fazendo parte do esquema que, segundo o IBAMA vinha causando danos ambientais gravíssimos.

img-20161208-wa0039

img-20161208-wa0037

img-20161208-wa0033

Deixe uma resposta