Moradores da zona rural denunciam proposta de construção de uma hidrelétrica na Cachoeira do Macapá

Moradores da zona rural na região sul do estado que moram entre os municípios de Balsas, Nova Colinas e Fortaleza dos nogueiras estão preocupados com a possível construção de uma barragem na cachoeira do rio Macapá.

IMG-20170418-WA0063

Moradores da zona rural na região sul do estado que moram entre os municípios de Balsas, Nova Colinas e Fortaleza dos nogueiras estão preocupados com a possível construção de uma barragem na cachoeira do rio Macapá.

Segundo estes moradores eles receberam a notícia por meio de ligações telefônicas sobre um estudo que está sendo feito naquela área, para desenvolvimento do projeto de construção de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica). Segundo o vice-presidente da Associação em Defesa da Cachoeira do Macapá e rios afluentes essa não é a primeira vez que tentam fazer estudos na área, há cinco anos outra empresa também já teria invadido as terras dos moradores ribeirinhos para realizar esta mesma pesquisa e foram impedidos, depois de entrarem em conflito com os moradores.

A Associação ambientalista está preocupada com os novos estudos que se for concretizado, a barragem criada no local pode tirar das terras centenas de moradores.

Os moradores alegam que toda aquela região já tem energia e fazem uma denúncia de que o projeto é de interesse particular.

A Associação em Defesa da Cachoeira do Macapá e Rios Afluentes está buscando apoio da sociedade de uma forma geral na luta contra a construção dessa barragem. Além de desabrigar famílias a cachoeira do Macapá que tem a maior queda d’água do Maranhão com 65 metros de altura, também vai deixar de ser visitada por turistas. Apesar de ainda ser pouco explorada turisticamente a cachoeira já está no projeto para ser incluída na rota da Chapada das Mesas.

A Cachoeira do Macapá fica localizada na divisa dos municípios de Balsas e fortaleza dos Nogueiras, o cânion que forma a cachoeira é limite dos dois municípios. Em períodos de chuva são formadas três quedas d’água, mais no período de seca, apenas duas, por causa da redução do volume de água nos rios mosquito e Macapá que formam a cachoeira.

Os moradores estão empenhados em formalizar a denúncia e fazer com que este projeto seja arquivado.

IMG-20170418-WA0065

IMG-20170418-WA0059

IMG-20170418-WA0048

IMG-20170418-WA0049

Deixe uma resposta