Associação Maranhense dos Produtores de Algodão recupera estradas na região com projeto “Patrulha Terceirizada”

Um dos principais gargalos enfrentado pelos produtores maranhenses em nossa região é sem dúvida a situação caótica das estradas por onde são trafegados os insumos e o escoamento da produção agrícola. Motivada em proporcionar soluções à cadeia produtiva do setor algodoeiro no Estado, a AMAPA – Associação Maranhense dos Produtores de Algodão com o apoio financeiro do IBA – Instituto Brasileiro do Algodão, projetou para nos anos 2015 e 2016 um projeto denominado internamente “PATRULHA TERCEIRIZADA” com o objetivo de melhorar as estradas vicinais que dão acesso às unidades produtivas e alavancar de forma satisfatória a internação de insumos e o escoamento da safra, principalmente: algodão, soja e milho.

Amapa3

O projeto atualmente contempla 175km de estrada vicinais, sendo realizado de acordo com a demanda da região os serviços de recuperação, compactação, levantamento, nivelamento, saídas e contenções de água.

Destes 175Km, 107 km ficam na cidade de Tasso Fragoso MA com 107 km de estrada recuperada em 2015 e realizado manutenção em 2016, na região denominada “Serra do Penitente” que representa 54% da área de algodão no Maranhão na safra 16/2017.

A cidade de Balsas MA foi contemplada com recuperação em 2015 e manutenção em 2016 de 48 km de estradas na região denominada “Gerais de Balsas” que representa 37% da área de algodão no Maranhão na safra 16/2017.

A cidade de Alto Parnaíba recebeu 20 km de manutenção no ano 2015 e 2016 na região denominada “Serra do Medonho” que representa 9% da área de algodão no Maranhão na safra 16/2017.

Hoje a AMAPA em parceria com os associados e empresas prestadoras de serviços, vem trabalhado forte para mitigar fatores que representam ameaças de baixa produção acenando para a melhoria e crescimento da cotonicultura Maranhense e o projeto patrulha representa uma destas ferramentas que oferta um benefício imediato à cadeia produtiva do Estado.

Amapa4

Amapa5

Amapa2

Deixe uma resposta