Assassino da sobrinha de José Sarney apanha na cadeia

Mal chegou na Penitenciária de Pedrinhas e Lucas Porto já foi logo agredido por outros detentos. Com a repercussão do caso e ainda mais por envolver um suposto estupro seguido de morte, os apenados costumam não ser receptivos a esse tipo de criminoso.  Por esse motivo o assassino confesso será isolado para que sua integridade física seja preservada.

image-49

O réu confesso está com medo e teme pela sua integridade física. Está em uma cela isolada, sem contato com nenhum outro detento.

O laudo cadavérico de Mariana Costa Araújo Pinto, sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney,  será concluído no próximo dia 22, onde será provado se houve ou não violência sexual. As investigações sobre o caso tem previsão de encerramento para o fim da próxima semana.

O pai de Lucas, é síndico do apartamento em que ele morava na Ponta d’ Areia, não se recusou em entregar as roupas que o assassino confesso usou durante o crime.

Vale ressaltar, que mesmo Lucas sendo réu confesso, a perícia busca mais vestígios para poder revelar a sociedade mais sobre o crime, para ser formada a convicção jurídica dos fatos.

Deixe uma resposta